Os portugueses esqueceram …

Posted on 30 de Maio de 2013

0


IMG_7471

«Cavaco Silva que foi o responsável, enquanto primeiro-ministro, pela estocada final na agricultura, pela entrega do país ao capitalismo financeiro e à tecno-indústria afirmou, como nada se tivesse passado, que «os portugueses esqueceram a agricultura». A classe política despreza o campo e com ele os camponeses. Nos últimos cinquenta anos, tudo fizeram para acabar com uma cultura onde o ser humano reencontra a natureza, a terra e a vida vegetal ou animal. Com as comunidades rurais destruídas  nada mais conhece do que o contacto com o metal, o betão ou o plástico inerte. Os hipermercados, as grandes superfícies instaladas às portas das cidades e a TV absorvem o que resta dos camponeses na sociedade global – uniformizadora. A industrialização fez da agro-química um elemento da economia política. Como qualquer outro, está integrada no sistema abstracto do mercado, depende dele, e, obviamente, do Estado, o grande legislador.

Porque é que não se conserva a aldeia reconstruindo-a, mantendo uma sociedade de dimensão humana que a situação de miséria e de despossessão actual torna cada vez mais necessária? Porque é que não se constituem aí pequenas comunidades auto-suficientes, de fora da lógica do crescimento infinito e destrutivo, de fora da lógica tecno-industrial? Porque é que nos esquecemos que podemos fazer caminho com os nossos próprios pés?»

Retirado d’A Cabeça do Avesso, rubrica  por Gastão Lis

no MAPA, Jornal de Informação Critica, nº1 Março-Abril’13…

um apontamento que toca de perto a temática da Alambique nº 5

(foto Pedro Barros)

Anúncios